sábado, 7 de setembro de 2019

Indicadores financeiros agosto 2019

2019
CDI
IBOVESPA
DOLAR
IGP-M
POUPANÇA
IPCA
Janeiro
0,5430
10,82
-5,75
0,01
0,3715
0,32
Fevereiro
0,4935
-1,86
2,37
0,88
0,3715
0,43
Março
0,4688
-0,18
4,23
1,26
0,3715
0,75
Abril
0,5183
0,98
1,25
0,92
0,3715
0,57
Maio
0,5430
0,70
-0,12
0,45
0,3715
0,13
Junho
0,4688
4,06
-2,75
0,80
0,3715
0,01
Julho
0,5678
0,84
-1,76
0,40
0,3715
0,19
Agosto
0,5017
-0,67
9,92
-0,67
0,3434
0,11
Acumulado
4,1793
15,07
6,80
4,11
2,9821
2,54
Fontes:
CDI - Fonte CETIP; IBOVESPA, DOLAR(BACEN) - Fonte BM&FBOVESPA; IGP-M - Fonte FGV; POUPANÇA - Fonte BACEN.
O CDI registrou uma taxa de 0,5017% em Agosto. Acumula 4,1793% no ano. O Ibovespa caiu -0,67%. No ano a bolsa acumula 15,07%. Já o Dólar teve uma alta de 9,92% no mês, com variação de 6,8% no ano. O IGP-M registrou uma deflação de -0,67%, com variação anual de 4,11%.  A poupança, considerando o primeiro dia útil do mês de referência, rendeu 0,3434%, apresentando um rendimento acumulado no ano de 2,9821%.

sábado, 31 de agosto de 2019

O que é a variação da poupança do Banco do Brasil?


O que é a variação? 

A POUPANÇA é um tipo de conta onde você deposita o seu dinheiro para receber um rendimento mensal. Se você não retirar o rendimento ele também passa a render junto como os depósitos que você fez.

O rendimento é calculado com base na taxa Selic. A POUPANÇA rende 70% da Meta SELIC sempre que a SELIC for menor ou igual a 8,50% a.a. E rende 0,50% a.m. sempre que a SELIC for maior que 8,50% a.a.
Atualmente a Meta SELIC está em 6,00% a.a. e a POUPANÇA está rendendo 0,3434% ao mês.

Os rendimentos são creditados no aniversário, que é o dia do mês que foi feito o depósito.
Se você retirar o dinheiro antes do aniversário você perde o rendimento sobre o valor retirado.

O BANCO DO BRASIL tem dois tipos de POUPANÇA, POUPANÇA OURO e POUPEX, mas as duas estão sujeitas às mesmas regras e tem o mesmo rendimento.

Então qual é a diferença?

A POUPANÇA OURO o Banco usa para financiar o agronegócio e ela tem o código de VARIAÇÃO 51.

E a POUPEX o Banco usa para financiamentos imobiliários e ela tem o código de VARIAÇÃO 96.

O cliente é quem escolhe o tipo de poupança na hora de abrir a conta.

A VARIAÇÃO é um código para o banco conseguir separar o dinheiro dessas duas modalidades de poupança.

sábado, 24 de agosto de 2019

CAIXA lança crédito imobiliário indexado ao IPCA.


Crédito imobiliário indexado ao IPCA.


A partir de 26 de agosto de 2019 vai estar disponível na CAIXA uma nova modalidade de financiamento imobiliário, indexado ao IPCA, índice de inflação oficial do governo.

O risco de atrelar os contratos ao IPCA é muito alto para os clientes do crédito imobiliário. Na prática a CAIXA vai transferir uma parte importante do risco de mercado para os clientes. Se houver uma crise e a inflação subir repentinamente o cliente está "ferrado". 

Posteriormente a CAIXA vai empacotar essas dívidas e vender para os investidores como uma nova modalidade de aplicação indexada ao IPCA, criando um hedge dos seus ativos. Assim o sistema financeiro ganha com uma nova fonte de captação, à custa do sofrimento desse povo já tão sofrido.

No sistema atual, pré-fixado (TR=Zero), o risco de mercado (descasamento de taxa e prazo) é todo da CAIXA, que como um banco federal e social tem todo aparato para gerenciar esse risco, ao contrário do povo, desprovido dos conhecimentos financeiros necessários a uma decisão consciente.

O risco para o mutuário é tão maior, que a CAIXA sabendo disso, limitou o comprometimento de rende a 20% da renda do cliente, contra 30% no modelo atual indexado pela TR-Taxa Referencial. Além disso, reduziu o prazo de 35 para 30 anos no modelo novo, indexado ao IPCA. Vamos ficar de olhos bem abertos para não cairmos nessa cilada.

sábado, 17 de agosto de 2019

Melhor Poupança para Seu Filho


Qual é a melhor poupança para o seu filho ou filha?

Bom, tudo vai depender dos prazos dos seus objetivos e da sua disponibilidade para acompanhar o mercado financeiro.

Se você não tem tempo para acompanhar o mercado financeiro, bota na POUPANÇA mesmo porque é simples, não exige nenhum conhecimento prévio e não lhe tomará o seu tempo. Lembre-se, tempo é dinheiro.

Agora, se você já acompanha o mercado financeiro, conhece as várias alternativas de renda fixa e renda variável, aí a história pode mudar um pouco. Para melhor.

Neste artigo vamos priorizar a segurança. Então minha sugestão começa pelo Tesouro Direto, que é garantido pelo governo federal.

No tesouro direto, sugiro a escolha de dois títulos: o Tesouro Selic, o mais conservador de todos e que rende mais que a poupança e o Tesouro IPCA. No Tesouro Selic você pode colocar uns 20% da sua poupança.

Os outros 80% você deve colocar no Tesouro IPCA, que rende uma taxa de juros reais acima da inflação.
O Tesouro IPCA 2024 está pagando 2,78% a.a. acima da inflação. E o Tesouro IPCA 2035 e o Tesouro IPCA 2045, hoje, estão pagando a variação do IPCA mais 3,53% a.a. de juros reais.

Como se trata de uma poupança de longo prazo, com muitas incertezas pelo caminho, no Tesouro IPCA você fica protegido contra a desvalorização do dinheiro provocada pela inflação.

Agora se você já conhece o mercado de ações você pode investir uma parte dos 80% no mercado de renda variável.
Sugiro que você faça uma escolha consciente e que faça uma gestão ativa da sua carteira. Não basta comprar as ações e deixar lá sem acompanhar. É preciso que você acompanhe o desempenho das suas ações, pelo menos uma vez por ano, após a publicação do balanço de cada empresa. Eventualmente você pode vender uma ação com baixo desempenho e comprar outra com maior potencial de crescimento.

Cada família tem um sonho. E é importante que você informe ao seu filho que ele tem uma poupança e também o objetivo a ser atingido. Pode ser uma viagem, o custeio da faculdade ou a compra de um automóvel. Não importa. O seu filho deve participar. Principalmente a partir dos 10 anos de idade, quando ele já tem certa noção das coisas.


Bons investimentos!

domingo, 11 de agosto de 2019

Projeção do CDI para agosto 2019

A taxa Selic Meta foi reduzida de 6,50% a.a. para 6,00% a.a. na última reunião do COPOM - Comitê de Politica Monetária, finalizada em 31 de julho de 2019. O mercado esperava uma queda de 0,25%, mas o Banco Central foi além e reduziu a Selic Meta em 0,50%, com vigência a partir de 1 de agosto de 2019.
A taxa Selic é capitalizada por dias úteis, sendo que o mês de agosto de 2019 tem 22 dias úteis.
O CDI guarda estreita relação com a taxa Selic e caiu na mesma proporção, sendo cotado atualmente em 5,90% a.a. Antes era cotado em 6,40% a.a.
Baseado nos parâmetros acima, estimamos que a variação mensal do CDI em agosto deve ficar em 0,5016%.

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Indicadores financeiros julho 2019

% Mensal
2019
CDI
IBOVESPA
DOLAR
IGP-M
POUPANÇA
Janeiro
0,5430
10,82
-5,75
0,01
0,3715
Fevereiro
0,4935
-1,86
2,37
0,88
0,3715
Março
0,4688
-0,18
4,23
1,26
0,3715
Abril
0,5183
0,98
1,25
0,92
0,3715
Maio
0,5430
0,70
-0,12
0,45
0,3715
Junho
0,4688
4,06
-2,75
0,80
0,3715
Julho
0,5678
0,84
-1,76
0,40
0,3715
Acumulado
3,6593
15,84
-2,84
4,81
2,6297
Fontes:
CDI - Fonte CETIP; IBOVESPA, DOLAR(BACEN) - Fonte BM&FBOVESPA; IGP-M - Fonte FGV; POUPANÇA - Fonte BACEN.
O CDI registrou uma taxa de 0,5678% em Julho. Acumula 3,6593% no ano. O Ibovespa subiu 0,84%. No ano a bolsa acumula 15,84%. Já o Dólar teve uma baixa de -1,76% no mês, com variação de -2,84% no ano. O IGP-M registrou uma inflação de 0,4%, com variação anual de 4,81%.  A poupança, considerando o primeiro dia útil do mês de referência, rendeu 0,3715%, apresentando um rendimento acumulado no ano de 2,6297%.

Nota: O IPCA de julho de 2019 será divulgado pelo IBGE no dia 8 de agosto de 2019.

|  Twitter  | |  Depto Financeiro |