sábado, 15 de setembro de 2018

Casa Própria. Financiar ou Alugar?


Casa Própria. Financiar ou alugar, qual é a melhor opção?

Esse é um tema que tem recebido bastante atenção nos meios de comunicação atualmente. A maioria dos influenciadores digitais tem defendido a tese de que é melhor alugar. O argumento principal dos que defendem essa tese é que quando você compara o valor da prestação de um financiamento imobiliário com o valor do aluguel do mesmo imóvel, o valor da prestação é bem maior que o valor do aluguel, resultando em uma diferença substancial. Então, aconselham, você aluga o imóvel e aplica o que você daria de entrada mais a diferença mensalmente no mercado financeiro. Agindo dessa forma, dizem, você poderia comprar um imóvel semelhante à vista em aproximadamente quinze anos.
Em minha opinião, o que há de errado com esse pensamento? A diferença não se mantém, pois as prestações são fixas ou decrescentes e o aluguel é reajustado anualmente pelo IGP-M.
Considerando um financiamento de trinta anos, seria necessário aferir a diferença mês-a-mês durante trinta anos comparando com o aluguel de um imóvel semelhante, de preferência no mesmo prédio e no mesmo andar.
Vamos supor que você resolveu alugar e o seu vizinho resolveu financiar. O seu aluguel será reajustado anualmente. Dessa forma, a diferença será menor a cada ano, e chegará um dia que o valor do aluguel será maior que o valor da prestação do seu vizinho. Neste ponto não existirá mais diferença a ser aplicada.
Então qual seria outra maneira de fazer esse tipo de análise?
Eu acredito que usar a técnica do VPL (Valor Presente Líquido) seria mais apropriado neste caso. Do lado do financiamento seria necessário considerar os custos com entrada, ITBI, cartório de registro de imóveis, prestações, abatendo no final do prazo o valor de mercado de revenda do imóvel, tudo a valor presente. Dessa forma seria apurado o VPL da opção de financiar levando-se em consideração todo o prazo do investimento. Do lado do aluguel será necessário projetar o valor reajustado ao longo dos 30 anos e em seguida calcular o valor presente de todo o fluxo de 30 anos. Por último devemos comparar o VPL das alternativas. O que apresentar o menor VPL será o menos oneroso, portanto a melhor opção.
Para demonstrar essa tese gravei um vídeo que se encontra disponível no YouTube que pode ser acessado neste link Casa Própria. Financiar ou Alugar?
No final do vídeo tem uma pesquisa para você dar sua opinião. Participe!
Bons negócios!

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Indicadores Financeiros agosto 2018

% Mensal
2018
CDI
IBOVESPA
DOLAR
IGP-M
POUPANÇA
Janeiro
0,5834
11,14
-4,40
0,76
0,3994
Fevereiro
0,4649
0,52
2,61
0,07
0,3994
Março
0,5315
0,01
2,43
0,64
0,3855
Abril
0,5175
0,88
4,73
0,57
0,3715
Maio
0,5175
-10,87
7,35
1,38
0,3715
Junho
0,5175
-5,20
3,18
1,87
0,3715
Julho
0,5422
8,88
-2,62
0,51
0,3715
Agosto
0,5669
-3,21
10,13
0,70
0,3715
Acumulado
4,3209
0,36
25,00
6,68
3,0826
Fontes:
CDI - Fonte CETIP; IBOVESPA, DOLAR(BACEN) - Fonte BM&FBOVESPA; IGP-M - Fonte FGV; POUPANÇA - Fonte BACEN.
O CDI registrou uma taxa de 0,5669% em Agosto. Acumula 4,3209% no ano . O Ibovespa caiu -3,21%. No ano a bolsa acumula 0,36% . Já o Dólar teve uma alta de 10,13% no mês, com variação de 25% no ano . O IGP-M registrou uma inflação de 0,7%, com variação anual de 6,68%.  A poupança, considerando o primeiro dia útil do mês de referência, rendeu 0,3715%, apresentando um rendimento acumulado no ano de 3,0826%.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Você já investe na Poupança? Parabém!


Você já investe na Poupança? Parabém!

Não que a poupança seja o melhor investimento do mundo, mas tem muita gente endividada e com o nome na Serasa e SPC.

Então se você está fora desta lista de devedores, parabém!

Se você está guardando dinheiro para algum compromisso de curto prazo, como as próximas férias, ou para comprar algo daqui a 5 ou 6 meses, a poupança te atende bem, porque é simples e a diferença vai ser muito pequena comparada a outros investimentos tão seguros quanto à poupança.
Mas se você tem um projeto de médio ou longo prazo, o Tesouro Direto pode ser bem mais rentável e até mais seguro.

Só que para investir no Tesouro Direto precisa de um pouco mais de estudo e conhecimento. Por isso eu escrevi um e-book para te ajudar. Para obter o meu e-book, grátis, clique neste link e-book grátis e peça o seu.

Vale a pena estudar um pouco mais e começar a investir no Tesouro Direto. Eu fiz um cálculo e descobri que a diferença a favor do Tesouro Selic, um dos títulos disponíveis para investimento no Tesouro Direto, em 10 anos, pode chegar a 30% do rendimento.

Então não perca tempo. Baixe o e-book grátis e comece a estudar agora mesmo. O e-book é simples e está em uma linguagem acessível. Você vai ler tudo em poucos minutos e estará pronto para dar seus primeiros passos.

e-book grátis

Bons estudos e bons investimentos.

domingo, 5 de agosto de 2018

Indicadores Financeiros julho de 2018

% Mensal
2018
CDI
IBOVESPA
DOLAR
IGP-M
POUPANÇA
Janeiro
0,5834
11,14
-4,40
0,76
0,3994
Fevereiro
0,4649
0,52
2,61
0,07
0,3994
Março
0,5315
0,01
2,43
0,64
0,3855
Abril
0,5175
0,88
4,73
0,57
0,3715
Maio
0,5175
-10,87
7,35
1,38
0,3715
Junho
0,5175
-5,20
3,18
1,87
0,3715
Julho
0,5422
8,88
-2,62
0,51
0,3715
Acumulado
3,7328
3,69
13,50
5,93
2,7010
Fontes:
CDI - Fonte CETIP; IBOVESPA, DOLAR (BACEN) - Fonte BM&FBOVESPA; IGP-M - Fonte FGV; POUPANÇA - Fonte BACEN.
O CDI registrou uma taxa de 0,5422% em Julho. Acumula 3,7328% no ano. O Ibovespa subiu 8,88%. No ano a bolsa acumula 3,69%%. Já o Dólar teve uma baixa de -2,62% no mês, com variação de 13,5% no ano. O IGP-M registrou uma inflação de 0,51%, com variação anual de 5,93%.  A poupança, considerando o primeiro dia útil do mês de referência, rendeu 0,3715%, apresentando um rendimento acumulado no ano de 2,701%.

terça-feira, 10 de julho de 2018

Poupança ou Tesouro Selic, qual a melhor escolha?

Poupança ou Tesouro Selic?

Receber uma cópia

Vamos falar sobre a poupança e o Tesouro Selic. 

E se você já consegue poupar pelo menos cem reais por mês, então esse “post” é para você.

Vamos abordar aqui os aspectos de segurança, rentabilidade e liquidez.

Na poupança a sua segurança está relacionada ao fundo garantidor de crédito, que garante até 250 mil reais por CPF e por conglomerado financeiro.
Já no Tesouro Selic você tem uma garantia de 100% proporcionada pelo Tesouro Nacional.

Logo, do ponto de vista da segurança, o Tesouro Selic te oferece mais segurança do que a poupança.

Com relação à rentabilidade, tanto a poupança quanto o Tesouro Selic tem a sua rentabilidade atrelada à taxa Selic.

A poupança atualmente rende 70 por cento da taxa Selic. Com Selic hoje a 6,5 por cento ao ano, a poupança está rendendo 4,55 por cento ao ano. Já o Tesouro Selic ele rende 100 por cento da taxa Selic, mas só que você tem que considerar alguns custos, como por exemplo, 0,30 por cento ao ano cobrado como taxa de custódia. Isso aí não tem escapatória, todo mundo quer aplicar no tesouro direto, em qualquer produto do Tesouro Direto, paga essa taxa de custódia. Eventualmente você paga taxa de administração para um banco ou para sua corretora. Existe corretora que cobra de zero até meio por cento ao ano. Então é melhor que você escolha uma corretora que não cobre essa taxa de administração ou que cobre uma taxa menor, mais próxima de zero. No Tesouro Selic você também tem o imposto de renda que começa com 22,50% sobre o rendimento, para um prazo de até 180 dias. E daí essa taxa vai decrescendo. E também você tem que considerar a taxa deságio, porque toda vez que você faz um resgate antecipado, antes do dia 1º de março de 2003, no Tesouro Selic, você sofre um deságio que também vai contribuir para reduzir a sua rentabilidade.

Então por um período de até cinco meses a poupança tem ganhado do Tesouro Selic. A rentabilidade da poupança, até cinco meses, tem sido maior do que o Tesouro Selic. A partir do sexto mês em diante o Tesouro Selic passa a ganhar da poupança.

Por isso, pra você que está pensando num horizonte de médio ou longo prazo, é interessante você pensar em migrar - tirar seu dinheiro na poupança e colocar no Tesouro Selic - porque você vai ganhar quanto à segurança e quanto à rentabilidade.

O terceiro aspecto é com relação à liquidez. Qual que têm mais liquidez, poupança ou Tesouro Selic? A poupança tem mais liquidez do que Tesouro Selic. Por quê? Porque na poupança você pode fazer um resgate a qualquer minuto, a qualquer instante – sábado, domingo, feriado, qualquer dia da semana em que você for ao banco, chegar lá no caixa do banco, num caixa automático, você consegue sacar seu dinheiro da poupança. Já o Tesouro Selic você tem liquidez diária, mas somente nos dias úteis e em D+1. Ou seja, você pede o dinheiro hoje para resgatar e receber o dinheiro na sua conta somente no próximo dia útil. Então com relação à liquidez, a poupança tem mais liquidez que Tesouro Selic, mas aí você tem que atentar para um detalhe, a poupança te paga o rendimento somente no aniversário. Se você tiver com dez meses e 29 dias na poupança e fizer um resgate, você vai receber o rendimento só dos dez meses e vai perder esses vinte e nove dias. Já no Tesouro Selic, se você tiver com aplicação de 10 meses e 29 dias, e fizer um resgate, você vai receber o resgate integral dos dez meses e dos 29 dias. A poupança tem mais liquidez, mas você tem que tomar cuidado com relação ao rendimento que é creditado somente na data de aniversário.

E pra concluir, e voltando mais uma vez na questão do horizonte temporal, se você está investindo para médio ou longo prazo, é interessante você tomar coragem, sair da poupança e começar a investir no Tesouro Selic, porque você vai ter mais segurança e vai ter uma rentabilidade maior.

E para fazer essa transição, sair da poupança e começar a investir no Tesouro Selic, eu quero te ajudar, e pra isso eu acabo de escrever um e book que você pode obter de forma totalmente gratuita clicando no link que está aqui abaixo.

Receber uma cópia


Bons investimentos!
|  Twitter  | |  Depto Financeiro |